Genética, Citologia e Bioquímica(UFPR 2019) Herança Dominante Tópico resolvido

Moderador: [ Moderadores TTB ]

Avatar do usuário
Autor do Tópico
eivitordias
3 - Destaque
Mensagens: 685
Registrado em: Sáb 11 Jul, 2020 16:35
Última visita: 14-04-21
Fev 2021 21 09:57

(UFPR 2019) Herança Dominante

Mensagem não lida por eivitordias »

Uma doença genética muito rara tem padrão de herança dominante. Um homem, filho de mãe afetada e pai normal, é afetado pela doença e é casado com uma mulher que não é afetada pela doença. A respeito dos filhos desse casal, é correto afirmar:

a) Um filho desse casal tem probabilidade de 75% de ser afetado pela mesma doença do pai, no caso de o gene em questão estar localizado num cromossomo autossômico.
b) Uma filha desse casal tem probabilidade de 100% de ser afetada pela mesma doença do pai, no caso de o gene em questão estar localizado no cromossomo X.
c) Um filho desse casal tem probabilidade de 50% de ser afetado pela mesma doença do pai, no caso de o gene em questão estar localizado no cromossomo X.
d) Uma filha desse casal tem probabilidade de 25% de ser afetada pela mesma doença do pai, no caso de o gene em questão estar localizado num cromossomo autossômico.
e) Uma filha desse casal tem 0% de probabilidade de ser afetada pela mesma doença do pai, no caso de o gene em questão estar localizado no cromossomo X.
Resposta

B
DÚVIDA: Por que a alternativa D não está correta? Pensei da seguinte maneira:

Supondo ser uma anomalia autossômica

Aa x aa --> Aa, aa

Probabilidade de ter uma FILHA e ser AFETADA = (1/2).(1/2) = 1/4 = 25%




Avatar do usuário
selteneauster
Pleno
Mensagens: 60
Registrado em: Qui 12 Nov, 2020 11:47
Última visita: 06-04-21
Mar 2021 29 23:05

Re: (UFPR 2019) Herança Dominante

Mensagem não lida por selteneauster »

Olá

Perceba que, pelo enunciado e alternativas, os filhos já nasceram:
"A respeito dos filhos desse casal, é correto afirmar:"
"Um filho/filha desse casal tem probabilidade X de ser afetado"

Portanto, não cabe analisarmos a probabilidade de ter um "filho" ou uma "filha", apenas a probabilidade de ter ou não a doença.

Assim sendo:

Pai: Aa Mãe: aa

Cruzamento considerando a doença autossômica dominante:
--- A a
a Aa aa
a Aa aa
A probabilidade da filha ser doente é de 50%

Sua dúvida é plausível, pois é costumeiro nesses problemas de genética calcularmos a probabilidade de um casal ter filhos com a doença, e um exercício como este induz facilmente ao erro com um enunciado, de certa forma, ambíguo.
Entretanto, se considerarmos a interpretação pretendida, a de que os filhos já estão nascidos, é um exercício interessante.

Espero ter ajudado.



This above all; to thine own self be true. - William Shakespeare

Responder
  • Tópicos Semelhantes
    Respostas
    Exibições
    Última msg

Voltar para “Genética, Citologia e Bioquímica”