História GeralIdade Média

Moderador: [ Moderadores TTB ]

Avatar do usuário
Autor do Tópico
Fibonacci13
1 - Trainee
Mensagens: 320
Registrado em: Sex 13 Set, 2019 17:01
Última visita: 06-03-21
Nov 2020 06 11:46

Idade Média

Mensagem não lida por Fibonacci13 »

(Mackenzie)O cavaleiro se situava no centro de vários círculos concêntricos, cuja coesão se devia à lealdade dele. Devia ser leal aos componentes de todos esses círculos. Porém, havendo exigências contraditórias, devia prevalecer a fidelidade aos mais próximos. Georges Duby. Guilherme, o marechal. Assinale a alternativa que apresenta alguns deveres e valores que faziam parte da ética de um cavaleiro medieval.

A) Ser leal a todos os componentes de seu exército; agir com valor e coragem, combatendo com o objetivo de vencer e obedecendo a determinadas leis, como a de enfrentar o inimigo à vista dele e em campo aberto.

B) Em troca de proteção, os cavaleiros deviam aos senhores feudais algumas obrigações e taxas. Obrigações, como o juramento de fidelidade que os obrigava a combater os inimigos dos vassalos e taxas, como a talha e a corvéia.

C) Os ideais de honra eram baseados em um rígido sistema de castas, e as normas de fidelidade e conduta dos cavaleiros baseavam-se em relações dinâmicas de produção que determinavam a posição econômica dos suseranos e dos senhores feudais.

D) Seus deveres compunham-se de compromissos de reciprocidade vertical entre senhores e cavaleiros. Os seus valores definiam a sua condição de submissão e a sua exploração pelos membros da nobreza e do clero.

E) Através da cerimônia da homenagem, era oficializada uma relação de dependência recíproca entre os cavaleiros que passavam a obedecer a seus suseranos. Essa cerimônia era o alicerce da relação entre os servos e os senhores feudais.
Resposta

A
Poderiam me explicar o erro da alternativa D ?



O melhor guerreiro não é aquele que sempre ganha, mas o que mantem o seu orgulho mesmo na derrota

Responder
  • Tópicos Semelhantes
    Respostas
    Exibições
    Última msg

Voltar para “História Geral”