Página 1 de 1

interpretaçao

Enviado: Dom 30 Jun, 2019 03:52
por dioscou
09. (UFSM-RS–2006) Leia o seguinte fragmento, extraído do
“Sermão de Santo Antônio”, de Pe. Vieira.
[...] o pão é comer de todos os dias, que sempre
e continuamente se come: isto é o que padecem os
pequenos. São o pão cotidiano dos grandes; e assim
como o pão se come com tudo, assim com tudo e em
tudo são comidos os miseráveis pequenos, não tendo,
nem fazendo ofício em que os não carreguem, em que os
não multem, em que os não defraudem, em que os não
comam, traguem e devorem [...]
No trecho, observa-se que Vieira
I. constrói a argumentação por meio da analogia, o que
constitui um traço característico da prosa vieiriana.
II. finaliza com uma gradação crescente a fim de dar ênfase
à voracidade da exploração sofrida pelos pequenos.
III. afirma, ao estabelecer uma comparação entre os
humildes e o pão, alimento de consumo diário, que a
exploração dos pequenos é aceitável porque é cotidiana.
Está(ão) CORRETA(S)
A) apenas I.
B) apenas I e II.
C) apenas III.
D) apenas II e III.
E) I, II e III.