RedaçãoRedação Enem- A geração de lixo no Brasil

Moderador: [ Moderadores TTB ]

Avatar do usuário
Autor do Tópico
Liliana
1 - Trainee
Mensagens: 975
Registrado em: Ter 11 Out, 2016 21:17
Última visita: 14-12-18
Agradeceu: 621
Agradeceram: 56
Out 2018 29 11:58

Redação Enem- A geração de lixo no Brasil

Mensagem não lida por Liliana » Seg 29 Out, 2018 11:58

Gostaria de saber (principalmente) se meu texto ficou muito expositivo/narrativo, se faltou mais argumentação do meu ponto de vista. Tive um pouco dessa impressão porque eu não consegui argumentar muito, e não queria cair no clichê.


A hipótese de Gaia, ou hipótese biogeoquímica, criada pelo cientista britânico James Lovelock, propõe que o planeta Terra se comporta como um organismo vivo, já que a biosfera e seus componentes químicos estão intimamente ligados e promovem a homeostase terrestre. Nesse sentido, a grande geração de lixo na sociedade contemporânea, juntamente com seu descarte inadequado, colaboram para afetar negativamente esse equilíbrio, na medida em que há poluição do meio natural. Logo, diante disso, urge a necessidade de recompor esse equilíbrio do planeta, em prol a mãe-natureza e a boa vivência humana nas próximas gerações.
A priori, a geração de lixo passou a ser inerente a vida humana, sobretudo, após sua inserção na sociedade industrial. Todavia, o correto descarte não acompanhou essa característica essencial da humanidade. Isso pode ser percebido, por exemplo, além da experiência empírica, nas denuncias em jornais televisivos, que apontam que quase metade dos municípios brasileiros não possuem sistema de coleta de esgoto. Nesse cenário, a Abrelpe calcula que, em média, cada habitante joga fora um quilo de lixo diariamente, e sem seu devido recolhimento, esses dejetos contaminam os solos e lençóis freáticos com o chorume, e também contribuem para o surgimento de doenças sanitárias, o que abala o equilíbrio biogeoquímico da Terra.
Por outro lado, não é apenas a natureza que é afetada: a economia também o é. Isso porque, segundo a Selurb, 5,7 bilhões de reais deixam de ser ganhos anualmente com a falta de uma maior reciclagem de plástico. Nessa intempérie, seguindo o raciocínio do químico Lavoisier de que, na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma, o lixo descartado poderia ser transformado em lucro na economia brasileira, ao invés de ser apenas dejeto que polui o meio ambiente e compromete a sustentabilidade das próximas gerações.
Portanto, diante do exposto, com o fito de garantir um maior equilíbrio da natureza, a Secretaria do Tesouro Nacional deve destinar verbas ao Ministério do Meio Ambiente a fim de criar empresas de reciclagem e de coleta de esgoto nas diversas cidades que carecem destes. Somado a isso, esse Ministério deverá incentivar, por meio de propagandas televisivas, a separação de lixo em orgânico, vidro, plástico e metal, para que agentes sanitários os recolham a fim de serem reciclados nessas novas empresas, cuja renda obtida com o lucro dessa reciclagem deverá ser revertida em escolas e creches públicas. Dessa forma, espera-se um maior equilíbrio do ser vivo que é o planeta Terra, garantindo sua homeostase e o bom estado para as gerações futuras.



Obrigada!!! :D




Responder
  • Tópicos Semelhantes
    Respostas
    Exibições
    Última msg

Voltar para “Redação”