Genética, Citologia e BioquímicaVírus e bactérias

Moderador: [ Moderadores TTB ]

Avatar do usuário
Autor do Tópico
Luu
Elite
Mensagens: 192
Registrado em: Qua 06 Mar, 2019 13:35
Última visita: 09-10-20
Mai 2019 26 21:50

Vírus e bactérias

Mensagem não lida por Luu »

Vírus e bactérias são bem conhecidos e estudados como agentes causadores de doenças, entre outros atributos. Além
deles, há agentes estruturalmente mais simples, como é o caso dos viroides e dos priões (príon). Já se sabe que os viroides
causam doenças em plantas e os priões, doenças importantes em animais, como, por exemplo, a doença de Creutzfeld-
Jakob, uma encefalopatia fatal.
Considere que um centro de pesquisa conseguiu isolar uma substância capaz de causar doença e a intenção é identificar o
agente etiológico. Quatro procedimentos de pesquisa foram planejados:
I. tratamento da substância com nucleases, com objetivo de desintegrar os ácidos nucleicos, verificando, posteriormente,
se ela ainda é infecciosa.
II. filtração da substância, com separação dos elementos, a fim de observá-los e identificá-los ao microscópio óptico.
III. cultivo da substância num meio artificial adequado, sem a utilização de células, verificando se há replicação.
IV. tratamento da substância com proteases, com o objetivo de destruir proteínas, verificando, posteriormente, se ela ainda
é infecciosa.
Os procedimentos que, se bem sucedidos, permitiriam identificar um viroide e um prião como prováveis agentes infecciosos
presentes na substância são, respectivamente,
A) I e II.
B) I e IV.
C) II e III.
D) III e II.
Resposta

B
E) IV e I.




Avatar do usuário
MateusQqMD
6 - Doutor
Mensagens: 2493
Registrado em: Qui 16 Ago, 2018 19:15
Última visita: 23-10-20
Localização: Fortaleza
Mai 2019 26 22:46

Re: Vírus e bactérias

Mensagem não lida por MateusQqMD »

E aí, Luu.

Faz-se necessário que você saiba que viroides são pequenos segmentos de RNA de cadeia simples presentes exclusivamente no núcleo de células infectadas. Eles se distinguem dos vírus por não formarem envoltórios proteicos e não codificarem proteínas. Sendo assim, o único procedimento capaz de identificá-los está na primeira alternativa.

Já os príons são moléculas de proteínas infectantes capazes de induzir alterações na forma de proteínas do hospedeiro, que se transformam em novos príons. Assim sendo, o procedimento mais adequando para identificá-los é o tratamento com proteases (enzimas que quebram ligações peptídicas entre os aminoácidos das proteínas) a fim de verificar o grau de infecção após o contato com estas enzimas.

Qualquer coisa você grita aí. :wink:



"Make us to choose the harder right instead of the easier wrong and never to be content with a half truth when the whole truth can be won."

Responder
  • Tópicos Semelhantes
    Respostas
    Exibições
    Última msg

Voltar para “Genética, Citologia e Bioquímica”