Genética, Citologia e Bioquímica(UERJ) Enzimas

Moderador: [ Moderadores TTB ]

Avatar do usuário
Autor do Tópico
Liliana
1 - Trainee
Mensagens: 975
Registrado em: Ter 11 Out, 2016 21:17
Última visita: 07-02-19
Agradeceu: 621
Agradeceram: 60
Mar 2017 08 21:18

(UERJ) Enzimas

Mensagem não lida por Liliana » Qua 08 Mar, 2017 21:18

(UERJ) Existem dois tipos principais de inibidores da atividade de uma enzima: os competitivos e os não competitivos. Os primeiros são aqueles que concorrem com o substrato pelo centro ativo da enzima. Considere um experimento em que se mediu a velocidade de reação de uma enzima em função da concentração de seu substrato em três condições:
-> ausência de inibidores;
-> presença de concentrações constantes de um inibidor competitivo;
-> presença de concentrações constantes de um inibidor não competitivo.
Os resultados estão representados no gráfico abaixo:
enzimas.JPG
enzimas.JPG (8.29 KiB) Exibido 3492 vezes
A curva I corresponde aos resultados obtidos na ausência de inibidores. As curvas que representam a resposta obtida na presença de um inibidor competitivo e na presença de um não competitivo estão indicadas, respectivamente, pelos seguintes números:
a) II e IV.
b) II e III.
c) III e II.
d) IV e III.
Por que a velocidade na presença de um inibidor competitivo é maior do que na presença de um inibidor não competitivo? Não deveria ser ao contrário?

Última edição: Liliana (Qua 08 Mar, 2017 21:18). Total de 1 vez.



Avatar do usuário
MicheleAlves
2 - Nerd
Mensagens: 189
Registrado em: Qui 22 Ago, 2013 21:27
Última visita: 22-02-17
Localização: Rio de Janeiro
Agradeceu: 32
Agradeceram: 136
Mar 2017 08 23:07

Re: (UERJ) Enzimas

Mensagem não lida por MicheleAlves » Qua 08 Mar, 2017 23:07

Liliana,

Um inibidor competitivo irá competir com o substrato pelo sítio ativo e isso vai fazer com que ocorra, a princípio, um retardamento na velocidade da reação. Contudo, um aumento na concentração de substrato (que acaba retirando o inibidor do sítio ativo) fará com que a reação alcance a mesma velocidade que ela apresentaria na ausência do inibidor, permitindo, assim, que ela alcance também a sua velocidade máxima, bem como mostra o gráfico.

De forma contrária, um inibidor não-competitivo não se ligará no sítio ativo, mas em outra parte da enzima, mudando sua conformação. Isso irá impedir que o substrato se ligue na enzima, inibindo a reação enzimática. Portanto, mesmo que se tenha o aumento da concentração de substrato, a reação não chegará a sua velocidade máxima, apresentando, assim, uma menor velocidade em comparação com o uso do inibidor competitivo.

Deu pra entender?

Abraços,
Michele

Última edição: MicheleAlves (Qua 08 Mar, 2017 23:13). Total de 1 vez.


"If you don't stand for something, you'll fall for anything..."

Avatar do usuário
Autor do Tópico
Liliana
1 - Trainee
Mensagens: 975
Registrado em: Ter 11 Out, 2016 21:17
Última visita: 07-02-19
Agradeceu: 621
Agradeceram: 60
Mar 2017 09 07:51

Re: (UERJ) Enzimas

Mensagem não lida por Liliana » Qui 09 Mar, 2017 07:51

Deu sim
Muito obrigada!! :D




Responder
  • Tópicos Semelhantes
    Respostas
    Exibições
    Última msg

Voltar para “Genética, Citologia e Bioquímica”