TaxonomiaTemperatura, pressão, radiação, camada de ozônio Tópico resolvido

Moderador: [ Moderadores TTB ]

Avatar do usuário
Autor do Tópico
Luu
Elite
Mensagens: 186
Registrado em: Qua 06 Mar, 2019 13:35
Última visita: 27-07-19
Agradeceu: 46 vezes
Agradeceram: 10 vezes
Mai 2019 13 17:56

Temperatura, pressão, radiação, camada de ozônio

Mensagem não lida por Luu » Seg 13 Mai, 2019 17:56

Paradoxalmente, a radiação ultravioleta causa mutações nos seres vivos, mas é exatamente a responsável pela formação
do ozônio (O3), que a absorve, funcionando como um eficiente filtro solar para o planeta. A destruição da camada de ozônio,
decorrente de ações antrópicas, é um tema prevalente nas agendas mundiais que tratam de desenvolvimento sustentável
e proteção ambiental.
Sobre esse tema, são feitas as seguintes afirmações
I. À temperatura de 0oC, sob uma pressão de 1 atm, a camada de ozônio teria uma espessura de poucos milímetros.
II. Cerca de 90% do ozônio se concentra na mesosfera, entre 60 e 80 km acima da superfície terrestre.
III. Apesar de ser benéfico na alta atmosfera, o ozônio é um poluente nas camadas inferiores, podendo causar irritação
nos olhos e problemas respiratórios.
É correto o que se afirma em
A) II, apenas.
B) I e II, apenas.
C) I e III, apenas.
D) II e III, apenas.
E) I, II e III.
Resposta

C
como faz pra saber se a 1 esta certa ??




Avatar do usuário
Planck
5 - Mestre
Mensagens: 1198
Registrado em: Sex 15 Fev, 2019 21:59
Última visita: 28-11-19
Agradeceu: 137 vezes
Agradeceram: 738 vezes
Mai 2019 13 18:53

Re: Temperatura, pressão, radiação, camada de ozônio

Mensagem não lida por Planck » Seg 13 Mai, 2019 18:53

Olá Luu,

Uma ideia é aplicar a equação de Clapeyron, pois, ela estabelece uma relação entre algumas grandezas mencionadas:

[tex3]p \cdot V = n \cdot R \cdot T[/tex3]

[tex3]V = \frac{n \cdot R \cdot T}{p}[/tex3]

Para o volume, imaginei a seguinte situação:
geogebra-export (32).png
geogebra-export (32).png (104.45 KiB) Exibido 151 vezes
A esfera interna seria a Terra, com raio [tex3]r_T[/tex3] . A esfera externa seria a camada de ozônio, com raio [tex3]r_O[/tex3] . No entanto, exagerei no tamanho da esfera interna para visualização ficar melhor. Desse modo, o volume será da dado por:

[tex3]V = V_{externo} - V_{interno}[/tex3]

[tex3]V = \frac{4 \cdot \pi \cdot r_O^3 }{3} - \frac{4 \cdot \pi \cdot r_T^3 }{3} [/tex3]

[tex3]V = \frac{4 \cdot \pi \cdot ( r_O^3 - r_T^3) }{3} [/tex3]

Portanto:

[tex3]\frac{4 \cdot \pi \cdot ( r_O^3 - r_T^3) }{3} = \frac{n \cdot R \cdot T}{p}[/tex3]

[tex3] ( r_O^3 - r_T^3) = \frac{ 3\cdot n \cdot R \cdot T}{4 \cdot \pi \cdot p}[/tex3]

[tex3] \underbrace{( r_O^3 - r_T^3)}_{espessura} = \frac{ 3\cdot n \cdot R \cdot T}{4 \cdot \pi \cdot p}[/tex3]

[tex3] e = \frac{ 3\cdot n \cdot R \cdot T}{4 \cdot \pi \cdot p}[/tex3]

[tex3] e = \frac{ 3\cdot n \cdot 8,2 \cdot 10^{-5} \cdot 273}{4 \cdot \pi \cdot 1}[/tex3]

Utilizei a constante universal dos gases perfeitos em [tex3]m^3[/tex3] , considerando que usaríamos o raio em [tex3]m[/tex3] .

[tex3]e = \frac{33579 \cdot n}{2\cdot 10^6 \pi}[/tex3]

[tex3]e \approx 0,0053 \cdot n [/tex3]

A espessura seria um valor muito pequeno.




Responder
  • Tópicos Semelhantes
    Respostas
    Exibições
    Última msg

Voltar para “Taxonomia”